terça-feira, 16 de junho de 2009

Sorte de hoje:














































quarta-feira, 27 de maio de 2009

Cuidado com o xaveco.



















De Eti xavecador


sexta-feira, 1 de maio de 2009

1° de Maio

Em 1752, um operário inglês foi chamado para uma conversa com o capataz da metalurgia onde trabalhava, na periferia de Londres.

O funcionário foi informado de que, caso quisesse continuar empregado, deveria trabalhar duas horas a mais por dia, sem receber nada a mais por isso.

Como já era de praxe desde o feudalismo, ele não tinha a opção de discutir com o chefe, sob risco até de apanhar, e aceitou a imposição.

Esse tipo de humilhação era comum nas fábricas do século 18

As pessoas eram obrigadas a se sujeitar a condições de trabalho insalubres, muitas vezes sem receber salário fixo. Esse cenário começou a mudar durante a Revolução Industrial, período que serviu para aprimorar as máquinas e os processos de produção, atingindo com mais força a Europa e os Estados Unidos.

Por causa do aumento da exploração, os trabalhadores se organizaram e partiram para a briga com os patrões, exigindo coisas que hoje soam banais, como salários fixos, férias e aposentadoria.

Um capitulo trágico ocorreu em 8 de março de 1857, em Nova York, quando operárias de uma tecelagem fizeram uma greve exigindo a redução da jornada de trabalho, de 12 horas.

Reprimidas pela polícia, se esconderam dentro da fábrica.
Os patrões trancaram as portas e atearam fogo ao prédio, carbonizando 129 pessoas.

O Dia Mundial do Trabalho foi criado em 1889, por um Congresso Socialista realizado em Paris.

A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, o principal centro industrial dos Estados Unidos naquela época.

Milhares de trabalhadores foram às ruas para protestar contra as condições de trabalho desumanas a que eram submetidos e exigir a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias.
Naquele dia, manifestações, passeatas, piquetes e discursos movimentaram a cidade.

Mas a repressão ao movimento foi dura: houve prisões, feridos e até mesmo mortos nos confrontos entre os operários e a polícia.

Em memória dos mártires de Chicago, das reivindicações operárias que nesta cidade se desenvolveram em 1886 e por tudo o que esse dia significou na luta dos trabalhadores pelos seus direitos, servindo de exemplo para o mundo todo, o dia 1º de maio foi instituído como o Dia Mundial do Trabalho.


por Eti, pesquisador de sites sobre 1° de maio

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Capoeira


"Quando jogo Capoeira meu corpo ora...
...e no passo de cada ginga...
...dissimulo e descubro meu artista interior, meu espirito...
..engaiolado num corpo flexivel...
...leve como o ar...
...veloz como um raio...
...audaz como um felino"
A Capoeira foi criada no Brasil pelos escravos, e alguns historiadores acreditam que ela teve origem nos Quilombos, que eram comunidades organizadas pelos negros fugitivos, em locais de difícil acesso, geralmente em pontos altos das matas.
O maior desses quilombos estabeleceu-se em Pernambuco no século XVII, numa região conhecida como Palmares.
Uma espécie de Estado africano foi formado. Distribuído em pequenas povoações chamadas mocambos e com uma hierarquia onde no ápice encontrava-se o rei Ganga-Zumbi.
Desenvolvida para ser uma defesa, a Capoeira foi sendo ensinada aos negros ainda cativos, por aqueles que eram capturados e voltavam aos engenhos.
Para não levantar suspeitas, os movimentos da luta foram sendo adaptados às cantorias e músicas africanas para que parecessem uma dança. Assim, como no Candomblé, cercada de segredos, a Capoeira pode se desenvolver como forma de resistência.
Do campo para a cidade a Capoeira ganhou a malícia dos escravos de 'ganho' e dos frequentadores da zona portuária.
Na cidade de Salvador, capoeiristas organizados em bandos provocavam arruaças nas festas populares e reforçavam o caráter marginal da luta.
Durante décadas a Capoeira foi proibida no Brasil.
A liberação da sua prática deu-se apenas na década de 30, quando uma variação da Capoeira foi apresentada ao então presidente, Getúlio Vargas.
A Capoeira é uma modalidade de luta marcial que se faz acompanhada por instrumentos musicais. Isso deve-se basicamente às suas origens entre os escravos, que dessa forma disfarçavam a prática da luta numa espécie de dança, enganando os senhores de engenho e os capitães-do-mato.
No início esse acompanhamento era feito apenas com palmas e toques de tambores. Posteriormente foi introduzido o Berimbau, instrumento composto de uma haste tensionada por um arame, tendo por caixa de ressonância uma cabaça cortada.
O som é obtido percutindo-se uma haste no arame, pode-se variar o som abafando-se o som da cabaça ou encostando uma moeda de cobre no arame, complementa o instrumento o caxixi, uma cestinha de vime com sementes secas no seu interior.
O Berimbau, um instrumento usado inicialmente por vendedores ambulantes para atrair fregueses, tornou-se instrumento símbolo da Capoeira, conduzindo o jogo com o seu timbre peculiar.
Os ritmos são em compasso binário e os andamentos - lento, moderado e rápido são indicados pelos toques do Berimbau.
Entre os mais conhecidos estão o São Bento Grande, o São Bento Pequeno (mais rápido), Angola, Santa Maria, o toque de Cavalaria (que servia para avisar a chegada da polícia), o Amazonas e o Iuna.
Existem muitas variantes da Capoeira, e as duas principais, que formam a base de todas as outras são; Angola e Regional.
Mestre Pastinha é sinônimo de Capoeira Angola.
Mestre Bimba de Capoeira Regional, que alias foi criador.
Por Eti pesquisador de sites sobre Capoeira.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Piscinão de Ramos?





















Montagens e texto de Eti coliformes

terça-feira, 21 de abril de 2009

Ronaldo


Feito por Eti Ronaldo

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Papo Vegan!


Caaaalma Sr Brócolis, as frutas desempenham papel importante na alimentação humana, assim como os legumes e as verduras.
Alias, o Sr é bem mais nutritivo do que a maioria desses alimentos. O brócolis além de ser riquissimo em vitaminas e minerais, também possui propriedades anticancerígenas e um elemento fitoquimico que inibe o desenvolvimento da bactéria H Pylori.
Essa malandrinha causa gastrite e úlcera estomacal, e o brócolis provou ser capaz de inibir uma variedade grande da bactéria, que em muitos casos é resistente a antibióticos.
Tem mais, o brócolis também é rico em proteinas, coisa que é pouco divulgado.
Possui em média 3g de proteina pra cada 100g do produto.
Parece pouco, mas associado a outros vegetais que contém em média essa mesma quantidade de proteinas, a porcentagem diária é satisfatoriamente alcançada.
A média de proteinas de alguns alimentos, numa porção de 100g:
Abacate _ 2g
Beterraba _ 3g
Cenoura _ 1g
Manga _ 1g
Uma manga média pesa geralmente 500g, ou seja, em uma manga você consome 5g de proteinas. Em 500g de brócolis, 15g de proteinas.
A proteina da carne é totalmente dispensável.
Texto de Eti em dieta.